O documento do Banco Mundial “Agriculture Productivity Growth in Brazil: Recent Trends and Future Prospects” propôs o conceito de "ilha de sucesso" para explicar a grande produtividade agrícola no Brasil, em comparação com outros setores da sua Economia, e também com a produtividade agrícola de outros países. Para desenvolver esse conceito, o Banco Mundial detectou três aspectos fundamentais: investimentos em inovação agrícola, facilitação do financiamento e expansão do comércio internacional. Esses aspectos poderiam, inclusive, ser aplicados em outros setores da Economia brasileira, com o objetivo de alcançar o mesmo desenvolvimento da produção agrícola.

Capital humano - Sobre os investimentos em inovação agrícola, que é o primeiro aspecto associado ao conceito de “ilha de sucesso”, todas as economias mais avançadas entendem que a formação de capital humano altamente qualificado é a estratégia por excelência para o aumento da competitividade. No caso do Brasil, a grande necessidade por mão de obra qualificada, principalmente no setor de tecnologia, já é uma realidade: é preciso oferecer formação tecnológica e cultura de inovação para o maior número possível de profissionais brasileiros, principalmente na Agricultura.

Desburocratização - O segundo aspecto é a facilitação do financiamento. Essa facilitação exige um contínuo processo de desburocratização, que no Brasil, muitas vezes, representa a maior dificuldade para o desenvolvimento econômico. A desburocratização, de certa maneira, também está associada à formação de capital humano qualificado, pois gestores públicos com a visão estratégica expandida tendem a enxergar mais longe e desejam melhores resultados para o seu país.

Expansão do comércio internacional - O terceiro e último aspecto associado ao conceito de “ilha de sucesso” é a expansão do comércio internacional. Esse tema, se trabalhado com a devida profundidade e analisado em um processo de cooperação entre todos os principais stakeholders, pode, de fato, transformar um Brasil em uma das maiores potências do mundo, especialmente nas áreas de produção de alimentos e segurança alimentar.

Projetos multidisciplinares - Na verdade, o comércio internacional envolve conceitos fundamentais de grande importância estratégica, como: relações diplomáticas, inovação tecnológica, educação, sustentabilidade e geopolítica. Todos esses conceitos poderiam ser trabalhados com mais profundidade no Brasil, através de projetos multidisciplinares que estimulem diálogos de alta complexidade, e que também possam oferecer todas as condições para que os insights adequados sejam despertados.

Além disso, com o avanço da guerra na Ucrânia, o comércio internacional assumiu um papel de importância central no desenvolvimento de todas as economias do mundo, e precisamos acompanhar esse cenário de inevitável complexidade com um mindset mais qualificado e de impacto global. Dessa maneira, o Brasil, com suas dimensões continentais, poderia deixar de ser apenas uma “ilha de sucesso” para avançar com passos firmes rumo ao que ele mais merece: ser um verdadeiro “continente de sucesso”.